Diocese de São Miguel Paulista - 30 de outubro de 2011

 

Caros Jovens, encerrando o mês de outubro, mês dedicado à ação missionária da Igreja, quando somos convocados a assumir com alegria nosso batismo sendo verdadeiros discípulos missionários de Jesus Cristo, vocês estão reunidos na Cidade Tiradentes para comemorar o Dia Nacional da Juventude.

Não podendo estar presente junto a vocês neste momento, faço-me representar pelo Revm° Pe. José Antônio da Silva, Vigário Episcopal da Região Episcopal Itaquera/Guaianazes.

Este ano, a celebração do DNJ se reveste de um significado todo especial, pois, acabamos de celebrar a Jornada Mundial da Juventude em Madrid, da qual alguns de vocês participaram. Recebemos a Cruz da Jornada e o Ícone de Nossa Senhora em nossa Diocese e estamos em clima de preparação para a próxima Jornada Mundial que acontecerá no Rio de Janeiro em 2013.

Preparando este DNJ vocês refletiram o tema “Juventude e o protagonismo feminino” com o lema “Jovens mulheres tecendo relações de vida”. Que o fruto destas reflexões ajude a juventude a redescobrir a verdadeira face de Deus que é Amor e que por Amor criou o homem e a mulher à Sua imagem e semelhança. Deste encontro com o Deus vivo que está em nós e entre nós, nascerá a esperança e a certeza de que podemos construir um mundo novo onde não haverá lugar para discriminações e violências.

Quero deixar a vocês três recomendações: 1. Repetindo o Papa Bento XVI, que deu como lema para a jornada diocesana de 2012 a recomendação de São Paulo aos Filipenses, eu também lhes digo“Sede sempre alegres no Senhor”(Fl 4,4) ; 2. Acolhei com criatividade o mandato de Jesus, tema da próxima jornada mundial de 2013:“Ide e fazei discípulos todos os povos”(Mt 28,19); 3. Hoje, vocês estão reunidos na Paróquia de Santa Verônica Giuliani, que viveu no final do séc. XVII e início do séc. XVIII. Ela fez um propósito para sua realidade, mas que pode ser aplicado por nós hoje, em outro contexto. Vamos assumir o propósito de Santa Verônica Giuliani:“Eu me propus ir sempre contra a corrente”.Vamos, também nós,ir contra a corrente de buscar o que é mais fácil e o prazer a todo custo; ir contra a corrente do mundo das drogas, da prostituição, da violência e da desvalorização da vida; ir contra a corrente do preconceito, da intolerância e de tudo aquilo que desfigura em nós a imagem e semelhança de Deus.

Caros jovens, a Diocese de São Miguel Paulista conta com vocês. Acredita em seu trabalho evangelizador junto a outros jovens que estão afastados de sua comunidade de fé. Contem sempre com meu apoio de pastor. Envio a todos minha bênção como penhor das graças de Deus. Que Nossa Senhora da Penha os abençoe hoje e sempre e que São Miguel Arcanjo os defenda de todo mal.

 

Dom Manuel Parrado Carral
Bispo Diocesano de São Miguel Paulista