Imprimir

Homilia na festa de Nossa Senhora da Penha
Santuário Basílica - 8 de setembro de 2011

 

Meus irmãos e minhas irmãs,


É com o coração repleto de alegria e com sentimento de amor filial que nos encontramos aqui, em torno do altar para, como família de Deus, venerarmos e cantarmos a glória de Maria, Mãe de Deus e nossa Mãe.

2011_NSPenha2

imagens peregrinas de Nossa Senhora da Penha estão visitando todas as comunidades de nossa Diocese. Através desses ícones, a mãe e senhora da Penha se faz presente nas mais diversas realidades da Diocese de São Miguel Paulista, escuta nossas súplicas e diante de nossas dificuldades, como o fez em Caná da Galiléia, intercede por nós junto ao seu Filho Jesus.

2011_NSPenha3

Hoje, dia da festa litúrgica de sua natividade, data em que a cidade de São Paulo a venera com o título de Nossa Senhora da Penha, viemos à sua casa para, como nos exorta a antífona de entrada desta liturgia, exclamar:Celebremos com alegria o nascimento da virgem Maria: por ela nos veio o sol da justiça, o Cristo, nosso Deus.”

Nossa Senhora da Penha é a patrona, a protetora e a mãe de nosso Seminário Diocesano. Estão aqui os nossos seminaristas para louvar e agradecer à mãe querida sua materna proteção. Caros seminaristas, nunca se afastem da devoção à Nossa Senhora. Coloquem sua caminhada de formação e de discernimento vocacional sob sua guarda e proteção. Ela os ajudará a ser um discípulo missionário conforme o coração de seu Filho Jesus Cristo.

A liturgia de hoje, na primeira leitura, coloca para nossa reflexão as palavras do profeta Miquéias, com as quais ele anuncia que da cidade de Davi há de surgir Aquele que salva o seu povo:Tu, Belém de Éfrata, pequenina entre os mil povoados de Judá, de ti há de sair Aquele que dominará em Israel”.

A seguir o profeta afirma:“Deus deixará seu povo ao abandono, até o tempo em que uma mãe der àluz”.Maria é a aurora da nossa salvação, pois, dela nascerá Aquele queestenderá o poder até os confins da terra, eele mesmo será a paz”.Ele é o Príncipe da Paz!

O evangelista Mateus nos mostra a ascendência de Jesus Cristo segundo a sua humanidade, ao mesmo tempo em que dá uma indicação da plenitude da história da salvação com a Encarnação do Filho de Deus, por obra do Espírito Santo, verdadeiro Deus e verdadeiro homem, o Messias esperado.

Maria, jovem, pobre e simples é escolhida por Deus para ser a mãe de Jesus, o Filho de Deus que se fez homem e habitou entre nós. Através de Maria, Deus inaugura um novo tempo, uma nova família, cujo critério não é o parentesco, mas fazer a vontade do Pai:“Pois todo aquele que faz a vontade do meu Pai, que está nos céus,esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe”,afirma Jesus.

A novena que preparou esta festa teve como tema:“Através de Maria, Deus inicia uma nova família”.Meus irmãos e minhas irmãs, ser a família de Deus é seguir os ensinamentos de Jesus Cristo, fazer tudo o que Ele nos ensinou, como já recomendava Maria aos serviçais nas bodas de Caná:“Fazei tudo o que Ele vos disser”.

Na motivação para a peregrinação de Nossa Senhora da Penha, às comunidades tenho insistido que é necessário organizar grupos de estudo e de reflexão da Palavra de Deus nas famílias. Tenho insistido, ainda, segundo a indicação do 5º plano diocesano de pastoral, que é necessário desenvolver em nossas pastorais e movimentos a prática da leitura orante da Bíblia.

Com Jesus vamos aprender a fazer a vontade do Pai. Fazendo a vontade do Pai, nós vamos ficar parecidos com Ele e seremos da família de Deus, pois, os parentes são parecidos. Com Jesus, Maria e José vamos aprender como viver a vida em família: no amor, no diálogo, no respeito, no perdão, na reconciliação e na responsabilidade perante os compromissos assumidos.

Faz exatamente um ano que lancei neste Santuário Basílica, o projeto da peregrinação de Nossa Senhora da Penha por todas as comunidades eclesiais da Diocese de São Miguel Paulista. Este projeto, graças a Deus, se tornou uma realidade que está acontecendo com grande entusiasmo de nossos padres e do povo de nossas comunidades. É Maria que, como primeira missionária do Pai, vai levando Jesus aos lares e nos ensinando como ser discípulos missionários e como evangelizar as famílias.

Encerrando peço a bênção e a proteção de Nossa Senhora da Penha, que do alto desta colina, como sempre dizia Dom Paulo Evaristo Arns, está constantemente protegendo e abençoando o povo da cidade de São Paulo da qual ela é padroeira civil.

 

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo

Dom Manuel Parrado Carral