cnbb_logoA Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, logo após a conclusão do julgamento do Supremo Tribunal Federal - STF, sobre a Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental nº 54, emitiu nota oficial, lamentando a decisão. No texto, os bispos afirmam que "Legalizar o aborto de fetos com anencefalia, erroneamente diagnosticados como mortos cerebrais, é descartar um ser humano frágil e indefeso".

Leia nota, na íntegra, clicando aqui.