Imprimir

No dia 02 de novembro celebramos a memória dos fiéis defuntos e somos convidados a meditar no mistério da Igreja peregrina que caminha para a casa do Pai.“Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim mesmo que morra viverá” (Jo 11,25), afirmou Jesus em seu diálogo com Marta, irmã de Lázaro.

O dia de finados não deve ser um dia triste ou de luto, mas um dia de esperança e de saudosa recordação de nossos entes queridos que retornaram à Casa do Pai. O apóstolo Paulo escrevendo aos Tessalonicenses afirma: “Irmãos, não queremos que ignoreis o que se refere aos mortos, para não ficardes tristes como os outros que não tem esperança. Se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, cremos também que Deus levará com Jesus os que nele morreram”(1Ts 4,13-14). Peçamos ao Senhor que conceda a todos os que sentem profundamente o vazio de alguém que morreu a graça da serenidade, da esperança e da aceitação.

Lembremo-nos neste dia de todos os padres e diáconos, pastores do povo de Deus, que dedicaram suas vidas a esta região e a esta Diocese de São Miguel Paulista. Que o Senhor lhes dê o eterno descanso.

Ó Deus, escutai com bondade as nossas preces e aumentai a nossa fé no Cristo ressuscitado, para que seja viva a nossa esperança na ressurreição dos vossos filhos e filhas.
Concedei a nossos irmãos falecidos contemplar
eternamente a Vós, Criador e Redentor de todos. Amém.

Dom Manuel Parrado Carral