“Não temais! Ide dizer aos meus irmãos que se dirijam à Galileia,
pois é lá que eles me verão!” (Mt 18,10)

Meus irmãos e minhas irmãs, a Solenidade da Páscoa do Senhor é o centro da História e o fundamento de nossa Fé: “se o Senhor não tivesse ressuscitado vã seria a nossa fé”, afirma o apóstolo Paulo em sua primeira carta aos coríntios, 15,14.

JESUS RESSUSCITOU! A MORTE FOI VENCIDA! Esta é a Fé que professamos.

A luz de Cristo, que se irradiou sobre o mundo em sua Ressurreição, continua a ser luz e força nos momentos de sofrimentos e dificuldades, nos animando e sustentando no dia a dia. O Evangelho da ressurreição de Jesus Cristo começa falando do caminho das mulheres... querem honrar o corpo do Senhor e vão ao túmulo... ao longo da estrada, sai-lhes ao encontro o próprio Jesus que lhes diz: “Não temais. Ide anunciar aos meus irmãos que partam para a Galileia. Lá me verão”. (Mt 28,10). O Evangelho é claro. É preciso voltar à Galileia para ver Jesus ressuscitado e tornar-se testemunha de sua ressurreição.

Voltar à Galileia para nós hoje significa: redescobrir a graça de nosso Batismo que nos fez irmão e irmã de Jesus Cristo, membros da Família de Deus. Em nossa vida, depois do Batismo, há outra Galileia, mais existencial, a experiência do encontro pessoal com Jesus Cristo, quando ele passou pela minha estrada, minha vida, olhou-me com amor e misericórdia e me fez sentir quanto me amava.

Para vivenciar a alegria da proclamação da Páscoa do Senhor, convido vocês, caros fiéis da Diocese de São Miguel Paulista, a perguntar-se: Qual é a minha Galileia? Lembro-me dela, ou já a esqueci? É preciso procurá-la, encontrá-la, pois, o Senhor nos espera.

Ali, Jesus nos dirá: “A Paz esteja com vocês!” Na alegria de encontrar o Senhor vivo entre nós, seremos cristãos “em saída” para anunciar a todo mundo a Boa Noticia: Jesus venceu a morte! Jesus está vivo e caminha conosco!

Aleluia! Aleluia! Alegremo-nos sempre no Senhor! Aleluia! Feliz e Santa Páscoa!

Dom Manuel Parrado Carral