Hoje a Igreja celebra a solenidade da Assunção: a Virgem Maria, Mãe de Deus, foi elevada à glória do céu. Aurora e esplendor da Igreja triunfante, Ela é consolo e esperança de todos nós, povo de Deus, que ainda peregrina neste mundo rumo à pátria celeste.

Esta solenidade vem colocada no mês de agosto, bem dentro do tempo comum, para ser a força que vem reanimar a caminhada da Comunidade cristã. Ela nos convida a voltar o olhar e o coração para Maria, Assunta ao Céu. Ela já nos precedeu na glória com seu Filho Jesus. É festa de Esperança: Alguém do povo de Deus, imagem de toda a Igreja, já participa em plenitude, de corpo e alma, da glória, junto a Jesus.

Caros irmãos, vocês vieram de várias paróquias e comunidades de nossa Diocese de São Miguel Paulista, para louvar e agradecer à Mãe de Deus e nossa Mãe, neste Santuário Basílica a ela dedicado, no 5º encontro diocesano do Terço dos Homens. Acolho a cada um de vocês com grande alegria e os exorto a se manterem perseverantes na oração para serem apóstolos desta prática evangelizadora: a reza do terço que é uma oração contemplativa do mistério de nossa salvação.

A oração do terço é uma arma poderosa contra as forças do mal. “A reza do terço é uma conversa com Maria que nos conduz à intimidade com seu filho Jesus.” Quantas maravilhas, verdadeiros milagres, esta boa Mãe realizou e realiza na vida de seus filhos que são fiéis à reza do terço.

O canto que lemos no Evangelho, Magnificat, e que o evangelista Lucas pôs nos lábios de Maria, é um hino de louvor ao Senhor pelas maravilhas que Ele operou: A minha alma engrandece o Senhor, e o meu espírito se alegra em Deus meu salvador... porque o Todo-Poderoso fez grandes coisas em meu favor...

Hoje a Igreja canta este mesmo hino, em todas as partes do mundo, mantendo viva nos corações dos cristãos a esperança e a fé no cumprimento das promessas do Senhor. Magnificat: este cântico é particularmente sentido, onde o Corpo de Cristo, a Igreja, hoje, está sofrendo a Paixão. Onde está a Cruz, para nós cristãos, sempre há esperança. Se não há esperança, nós não somos cristãos.

Por isso o Papa Francisco está sempre a nos dizer: não deixeis que vos roubem a esperança porque esta força é uma graça, um dom de Deus que nos leva para frente, olhando para o Céu. E Maria está sempre lá, próxima das comunidades, das famílias e das pessoas, caminhando com elas, sofrendo com elas, e cantando com elas o Magnificat da esperança.

Neste quinto encontro do terço dos homens em nossa Diocese de São Miguel Paulista, convido a todos para refletirmos, uma vez mais, as palavras do Papa São João Paulo II sobre o rosário. Diz o Papa: “O Rosário é minha oração preferida. Oração maravilhosa em sua simplicidade e em sua profundidade. Nesta oração repetimos muitas vezes as palavras que a Virgem Maria escutou da boca do anjo e de sua prima Isabel. A estas palavras toda a Igreja se associa.”

Ao pronunciar as palavras da "Ave Maria", passam diante dos olhos do que reza os principais episódios da vida de Cristo, com seus mistérios gozosos, dolorosos, gloriosos e da luz, que nos fazem entrar em comunhão com Cristo, poderíamos dizer, através do coração de sua Mãe.
Nosso coração pode encerrar nestas dezenas do Rosário todos os atos que compõem a vida de cada pessoa, de cada família, de cada nação, da Igreja e da humanidade: os acontecimentos pessoais e os do próximo e, de modo particular, daqueles que mais amamos. Assim, a simples oração do Rosário pulsa no ritmo da vida humana".

Peço a todos que ao rezar o terço coloquem as intenções da Igreja, rezem pela paz, pela concórdia, pela solidariedade e pela reconciliação entre as pessoas, os povos e as nações. Rezem de um modo especial pela nossa Diocese, pelo bispo, pelos padres, pelos nossos seminaristas e pelas vocações para que sejamos sempre fieis no seguimento do Evangelho e assumamos com fervor missionário as prioridades de nosso 6º plano diocesano de pastoral.

Neste dia, vamos nos unir a todos os que, em Belém, estão encerrando o XVII Congresso Eucarístico Nacional com o tema: Eucaristia e partilha na Amazônia Missionária (15 a 21 de agosto). Supliquemos ao Senhor que os frutos deste Congresso se façam sentir pelo compromisso missionário de todos os cristãos.

Que São Miguel Arcanjo nos proteja e defenda de todo mal. Que Nossa Senhora da Penha continue abençoando este Movimento do Terço dos Homens, a cada um de vocês e as suas famílias.

Salve Maria assunta ao céu!

Dom Manuel Parrado Carral