Mais uma vez, devido às restrições sanitárias impostas pelo agravamento da pandemia da Covid-19, a Missa dos Santos Óleos, que em nossa Diocese sempre acontece na noite da quarta-feira santa, na Basílica de Nossa Senhora da Penha, não aconteceu. Nosso bispo, porém, celebrou-a no sábado, dia 15 de maio, somente com a presença dos padres.

SANTOS.OLEOS.7

Na manhã de sábado, dia 15 de maio, nosso bispo diocesano, Dom Manuel Parrado Carral, presidiu, na Catedral de São Miguel Arcanjo, a solene Missa do Crisma, que não pode ser realizada na quarta-feira santa, como de costume. Durante a celebração, que foi realizada em privado, somente com a presença e a concelebração dos padres da Diocese, foram abençoados os óleos dos catecúmenos e dos enfermos, e consagrado o óleo para o santo crisma. Os padres presentes também renovaram seus compromissos sacerdotais diante do bispo diocesano. Os seminaristas de nossa Diocese estiveram presentes e ficaram responsáveis pela liturgia e pela animação, através do canto.

IMG 0142

Em sua homilia, Dom Manuel começou fazendo memória dos padres que, neste ano de 2021, faleceram: Pe. Antonio Luiz Marchioni (Pe. Ticão), Pe. Alexandre Fernandes e Pe. Antonio Carlos da Silva. "Rezemos pelos descanso destes irmãos que dedicaram toda a sua vida e ministério à nossa igreja particular", disse. Em seguida, agradeceu a Deus pela recuperação dos padres que, contaminados pela Covid-19, ficaram curados, e recordou do quanto a Missa do Crisma quer ser o momento da unidade do clero com o seu bispo diocesano. "A própria bênção dos óleos, e a consagração do crisma, sinaliza esta unidade: em nossa Diocese, todos os que forem batizados serão ungidos com o óleo dos catecúmenos; os crismandos e aqueles que forem eleitos para o sacerdócio, serão ungidos com o óleo do crisma; e os doentes, receberão a sagrada unção com o óleo dos enfermos", lembrou.

Imagens: Vinicius Rocha, Pascom Diocesana
Veja outras imagens clicando aqui.