Na primeira semana do mês de janeiro, nosso bispo diocesano, Dom Manuel Parrado Carral, concluiu o processo de transferência dos padres, com relação às paróquias que estavam vacantes devido ao falecimento dos párocos. Como explicou Dom Manuel, no geral, o ano de 2021 ficará marcado, para nossa igreja particular, como sendo muito difícil, porque, ao todo, foram 8 párocos a menos, entre emeritudes e falecimentos.

POSSE.NEVIO

Na terça-feira, dia 4 de janeiro, Dom Manuel deu posse ao Pe. Névio de Freitas Duarte como novo pároco da Paróquia de Santa Luzia, no setor Ponte Rasa. A paróquia estava sob os cuidados do Pe. Lício de Araujo Vale, coordenador do setor, desde o falecimento do Pe. Luiz Gonzaga Galdino, no mês de agosto. No dia seguinte, dia 5, foi a vez do Pe. João Carlos de Lima Dutra, até então vigário paroquial na Paróquia de São Pedro Apóstolo, no setor Vila Esperança, assumir a Paróquia de São João Evangelista, no mesmo setor, onde o Pe. Névio trabalhou por longos anos.

POSSE.JOAO.CARLOS

Na Santa Luzia, Dom Manuel fez memória do Pe. Zaga, que se dedicou à comunidade paroquial a maior parte de seu ministério; agradeceu ao Pe. Lício, pelo cuidado que teve com a comunidade, enquanto a administrou; e exortou a comunidade a abrir-se ao novo, destacando que, com a posse do novo pároco, iniciava-se um momento diferente. Na São João Evangelista, o bispo agradeceu a todo o trabalho desenvolvido pelo Pe. Névio nos anos em que esteve à frente da comunidade paroquial, e agradeceu a disponibilidade do Pe. João Carlos, destacando que era um padre jovem e, portanto, levava também o vigor próprio de sua juventude presbiteral à Paróquia.

O rito da posse dos párocos aconteceu no início da Santa Missa, com a Leitura da Nomeação e Provisão de Pároco, seguida da Profissão de Fé e do Juramento de Fidelidade dos padres. Rezemos por estes irmãos e por suas comunidades.