Alegria, entusiasmo e devoção foram a marca registrada dos milhares de fiéis que acolheram e celebraram a estada da Cruz da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) e do Ícone de Nossa Senhora na Diocese de Santos, nos dias 26 e 27 de setembro.

Os símbolos da JMJ foram levados à Diocese de Santos por uma comitiva da Diocese de Mogi das Cruzes e acolhidos por Dom Jacyr Francisco Braido, bispo de Santos, pelos padres do Conselho Diocesano de Pastoral, pela Comissão Diocesana de Juventude e por milhares de fiéis que lotaram a igreja São Francisco de Assis, em Cubatão.

A Cruz da Juventude foi entregue pela primeira vez aos jovens em 1984, pelo beato João Paulo II. Desde então, ela começou a peregrinar mundo afora, sempre levada pela juventude nas jornadas mundiais. Em 2003, junto com a Cruz, passou a peregrinar também o ícone de Nossa Senhora.

Os dois símbolos vão peregrinar pelo Brasil e por alguns países do Cone Sul, como parte da preparação para a Jornada Mundial da Juventude que acontecerá no Rio de Janeiro, em 2013.

No dia 26, após a celebração de acolhida, o Seminário Diocesano São José organizou uma caminhada com os jovens das escolas municipais de Cubatão, que percorreu algumas ruas do bairro, lembrando a comunidade da importância da paz e dos direitos dos jovens.

Em seguida, foi apresentada uma peça teatral, em que foram mostradas algumas das cruzes que a juventude carrega: violência, fome, desemprego, drogas, intolerância.

Na terça-feira, às 11 horas, Dom Jacyr Braido, presidiu a missa de despedida dos símbolos, que reuniu mais de 3 mil fiéis de todas as cidades da diocese, na igreja S. Francisco.

Na oração dos fiéis, no ofertório e na ação de graças, os jovens deram seu recado, pedindo que a sociedade se preocupe mais com eles e lhes oferecem as condições necessárias para que possam, de fato, construir suas vidas com dignidade e esperança.

Ao final da celebração, o bispo de Santos abençoou a comissão de jovens que levaria a cruz para a Diocese de Santo André.

Fonte: Guadalupe Mota, da assessoria de comunicação da Diocese de Santos