Diocese de São Miguel Paulista 1989 – 2014

25 Anos Evangelizando e sendo Evangelizada

A Região Episcopal de São Miguel Paulista que pertencia à Arquidioce-se de São Paulo, foi elevada a Diocese pelo Papa João Paulo II, em 15 de março de 1989, pela Bula “Constat Metropolitanam Ecclesiam” e instalada em 28 de maio do mesmo ano. Nesse ano de 2014 tal acontecimento completa 25 anos e nós queremos fazer memória da caminhada até aqui empreendida pois, ela é fru-to do esforço, da abnegação, do sacrifício, do desprendimento, da persistência, da esperança e, principalmente, da fé dos fiéis cristãos.

O tempo é dom de Deus e “para tudo há um tempo, para cada coisa há um momento debaixo dos céus” (Ecle 3,1). Sob a proteção dos céus, vários momentos significativos aconteceram na Diocese de São Miguel Paulista. Em busca da unidade e da comunhão à qual fomos chamados por Deus, em Jesus Cristo, já elaboramos e procuramos aplicar 5 planos de pastoral e estamos em processo de preparação do 6º plano que quer nos orientar na evangelização dentro da pastoral de conjunto.

Sobre os alicerces construídos por Dom Angélico Sândalo Bernardino, a Igreja Particular de São Miguel Paulista começou sua caminhada marcada pela presença de seu primeiro bispo Dom Fernando Legal, que contou  com a ajuda de seu bispo auxiliar, Dom José Maria Libório Camino Saracho, e de um gene-roso presbitério. E, com certeza, há neles o júbilo e a alegria de termos chegado a este jubileu de prata. O jubileu tem de fato a grande característica de gratidão, de hino de louvor, de agradecimento sincero a Deus e a todos que colaboraram para chegarmos até aqui.

O tempo vai continuar a correr e, enquanto for passando, irá marcando nossa Diocese com características próprias que lhe darão identidade. No rosto dos cristãos, cheios de fé e esperança, que estão nesse espaço geográfico, mas também, no rosto de todo homem e mulher, criança, jovem, adulto e idoso, de cada ser humano que é excluído, que esta banido ou não tem acesso aos bens ne-cessários para viver com dignidade ou não tem seus direitos respeitados, de cada cidadão e cidadã que são vítimas da injustiça, daqueles que sofrem e já perderam a esperança, enfim, na identidade da nossa Diocese devem estar estampados o rosto do Cristo Vivo e Ressuscitado e o rosto do Cristo Sofredor e Crucificado.

Fomos chamados à comunhão que exige despojamento, humildade e coração sincero para acolher as mais diversificadas expressões de vida comuni-tária, presentes na atuação das diversas comunidades que temos em nossa Igreja, e que devem se relacionar com outras tantas manifestações na realidade a ser evangelizada. Ser sinal, ser sal da terra e luz do mundo, evangelizar pelo teste-munho fiel e constante, viver a autenticidade da fé e ser coerente com a  missão a nós confiada, eis um grande desafio para todos nós que formamos a grande Diocese de São Miguel Paulista.

Somos ainda uma Igreja muito jovem e muito ainda temos que caminhar na história para cumprir a nossa missão. Mas todos nós queremos fazer a nossa parte e da melhor forma possível. Não queremos passar em branco para a história e não registrar nosso entusiasmo, nossa confiança e nossa decisão em favor de Jesus Cristo. Desafios sempre teremos e procurando as soluções fundamentadas nos valores do Reino de Deus, enfrentaremos os problemas com a certeza de que Deus caminha conosco.

Para junto celebrarmos e nos comprometermos na caminhada, vamos nos reunir no dia 25 de maio, às 15h00, na Catedral de São Miguel Arcanjo, na missa de ação de graças pelos 25 anos da Diocese de São Miguel Paulista. Uni-mos forças e orações, nos penitenciamos pelos desvios e com o entusiasmo de quem acredita na caminhada, juntos agradecemos a Deus.

Dom Manuel Parrado Carral