“Junto a uma forte experiência religiosa e uma destacada convivência comunitária,
nossos fiéis necessitam aprofundar o conhecimento da Palavra de Deus e os conteúdos da fé,
visto que esta é a única maneira de amadurecer sua experiência religiosa.”

(DA 226 c)

Em 73 Livros, 46 do Antigo Testamento e 27 do Novo Testamento, escritos em várias épocas por diversos autores inspirados por Deus, a Bíblia Sagrada narra a experiência do Povo de Deus na  sua caminhada histórica iluminada pela presença de Deus. Luz para o Povo de Deus, ela ilumina nossa caminhada de Igreja Particular de São Miguel Paulista que, na sua prática pastoral, tem no 5º  Plano Diocesano de Pastoral uma diretriz comum de caminhada.

Setembro foi escolhido como mês da Bíblia porque no dia 30 deste mês se comemora a festa litúrgica de São Jerônimo ( * 340 + 420 dC) que traduziu a Bíblia dos originais hebraico e grego para o latim, língua popular da época. Dedicar um mês à Bíblia é um convite a reforçar nossos laços de compromisso com a Palavra de Deus e dar mais atenção a ela por meio de encontros de reflexão e estudo da Palavra.

A Bíblia, como revelação do projeto de Deus para a humanidade, nos ajuda a crescer na fé e levar uma vida de acordo com a vontade de Deus. Como a vontade de Deus é a nossa salvação plena que traz a felicidade, ela é uma grande “Carta de Amor” de Deus para a humanidade.

Ela nos apresenta pessoas que, como Abraão, Moisés, os profetas, os apóstolos e tantas outras, criaram as condições para que a presença de Jesus Cristo na história manifestasse o rosto misericordioso de Deus que deseja a paz e a justiça como atributos de uma humanidade nova.

A mensagem fundamental da Bíblia é, portanto, o anúncio da vinda do Emanuel, do Deus que caminha com seu povo na pessoa de Jesus Cristo nosso Senhor e Salvador.

A Bíblia não deve ser apenas um ornamento em nossa casa ou um objeto em nossas celebrações. Ela é a Palavra de Deus que nos alimenta a cada dia. Nela devemos buscar força, coragem e alento para a nossa caminhada: “Vós que estais fatigados, vinde a mim e encontrareis repouso...”

Todos devemos ler sempre, escutar atentamente, conhecer em profundidade, contemplar com alegria, amar com dedicação, deixar-se transformar pela Palavra. Assim abrimos um caminho para o encontro pessoal com o Senhor e para aumentar nosso amor por ela.

Por isso é muito importante organizar grupos para reflexão e aprofundamento da Palavra de Deus nas ruas, nos prédios e nas Igrejas.

A cada dia aumenta a necessidade dos homens e as mulheres de hoje de se encontrarem com Deus para dar sentido às suas vidas. A Palavra de Deus proporciona esse encontro, pois, nos abre à ação do Espírito Santo que agiu naqueles que foram inspirados a escrever essa Palavra e age naqueles que a acolhem com amor.

A leitura freqüente da Bíblia nos habitua a ouvir à voz do Espírito e nos ajuda a reconhecer a vontade de Deus nas mais diversas ocasiões nos dando um discernimento na hora das nossas escolhas mais importantes da vida.

Devemos, no entanto, procurar modos de aprendizado da Palavra para podermos interiorizá-la cada vez mais. Serve muito bem para isso a proposta da Leitura Orante da Bíblia que, como método de leitura, possibilita a reflexão junto com a oração.

Desejamos que todas as Comunidades possam fazer do Mês da Bíblia um momento forte de encontro com a Palavra de Deus que nos convida a viver em comunhão com sua vontade enquanto Ele mesmo caminha conosco na história.

Dom Manuel Parrado Carral